© 2019 - autoplayerz - Todos os direitos reservados

  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Flickr Icon
  • Grey Twitter Icon

AUTOSTADT

October 2, 2012

Wolfsburg é a sexta maior cidade da Alemanha e tem uma história que se confunde com a própria história da VW. A cidade nasceu em 1938, como "Stadt des KdF-Wagens bei Fallersleben" no entorno da fábrica da Volks e foi planejada para ser o lar de seus trabalhadores. Após a segunda guerra mundial, os ingleses a rebatizaram como Wolfsburg, que é o nome de um castelo que existiu naquela região.



Pois é lá em Wolfsburg que fica a Autostadt: em uma tradução livre do alemão, significa algo como Autocidade. Para mim poderia se chamar cidade dos sonhos. Pense num rolé de louco? Pois a Aütoplayerz esteve por lá terça-feira passada!!!



O pico fica anexo à velha fábrica de Wolfsburg e é um verdadeiro parque de diversões para crianças grandes - e pequenas também. A todo tempo passavam por nós excursões de escolas, guiadas pelo pessoal da própria Autostadt.


Para o nosso ingresso de um dia, tínhamos que ficar ligeiros, pois para conhecer tudo aquilo ali em quatro, seis horas, não dá pra marcar…o lugar é grande demais! Deve ter tipo um zilhão de metros quadrados, divididos em sete pavilhões das marcas: Audi, Lamborghini, SEAT, Porsche, Skoda, Volkswagen, Premium Clubhouse e o de Veículos comerciais. Nestes pavilhões, além dos carros, existem instalações que ajudam a contar a história das marcas, seja através de anúncios antigos ou através de decorações high-tech elaboradas à base de led e fibra ótica.

Na entrada do pavilhão da Porsche, os dizeres:

"Am Anfang schaute ich mich um, konnte aber den Wagen, von dem ich träumte nicht finden.
Also beschloss ich, ihn mir selbst zu bauen."



Ou em bom português:
 

"No começo eu olhei ao redor, mas não conseguiu encontrar o carro, que eu estava sonhando.
Então eu decidi construí-lo para mim mesmo."

Frase do Dr. Ferry Porsche.
 

Entre um pavilhão e outro é fácil perceber (que sempre tem um turista brasileiro, e) a preocupação com o meio ambiente e com toda aquela história de sustentabilidade que a gente escuta hoje nas grandes empresas. Dentro do complexo, há um Hotel (The Ritz-Carlton) e também sete restaurantes. Como o café no hotel tinha sido reforçado e todos eles pareciam muito caros, resolvemos passar batido. Afinal, nossa fome era de Volkswagen.



Seguimos então para as famosas Car Towers: duas torres com vinte andares de aço e vidro que abrigam 400 carros. No térreo há alguns modelos expostos, como em qualquer concessionária Volks. Aliás, os alemães podem encomendar o seu carro e escolher que a entrega seja lá na Autostadt. Um robô busca o carro na vaga e andar certos, e depois um sistema de esteiras leva o carro das torres até o Customer Centre. É o único lugar do mundo em que você sai com o carro REALMENTE zero quilômetro. Mas nem isso parece animar os alemães: um jovem casal estava retirando um Novo Polo azul, com aquela animação típica de quem está indo a um velório.

Para nós turistas, que havia era o CarTower Discovery, o passeio, cobrado à parte (8 euros) leva +ou- 15 minutos e dá direito de você entrar em um elevador panorâmico de 6 lugares, que sobe pela torre no meio dos carros, até o 20º andar. De lá você pode ver toda a fábrica e uma boa parte da cidade de Wolfsburg.

8 euros por cabeça para andar de elevador? A gente passou…

Depois das torres, passamos pelo pavilhão da VW e na sequência seguimos para o museu Zeithaus. O prédio em si, visto de fora, acho que era o mais "simples" de todos, mas o que está lá dentro, é um verdadeiro tesouro pra quem curte. Carros de diversas marcas e que de alguma forma foram ícones da indústria automobilística, seja pelo design ou por alguma inovação que trouxeram em sua época.



Os VW antigos são um show a parte: desde a réplica de um protótipo do Fusca (VW 30) passando pelos primeiros Passat e varias gerações dos Golf - este último com vários exemplares de séries especiais e/ou limitadas - Caso do GTi Pirelli de 83, Golf Rallye, Golf Cross Country e do recente e espetacular Golf W12 (com motor central de 12 cilindros e carroceria alargada). Foi muito louco ver o tanto de detalhes e peças, que alguns carros que só existem aqui no Brasil, compartilham com seus primos alemães.



E por último, uma passadinha na loja de acessórios, onde você pode comprar de tudo o que você possa imaginar com a marca VW. Seja para você ou para o seu carro.



Foi um role e tanto. Pra ficar na memória e num monte de fotos. Algumas delas, estão aí embaixo:

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Churrasburguer 2016

October 3, 2016

1/4
Please reload

Posts Recentes