© 2019 - autoplayerz - Todos os direitos reservados

  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Flickr Icon
  • Grey Twitter Icon
  • autoplayerz

1 ano ou 10000km



A história do post de hoje começa em Novembro de 2011 ainda na terceira edição do Bubblegun Treffen, em Águas de Lindóia. Foi lá que o pessoal do VWGolfclub.com.br conheceu o Oskar Ciejek.

Oskar é um canadense que naquela época estava morando no Brasil, mais precisamente em Santa Catarina terra natal de sua esposa. Chegou no evento com um Jetta MK5 totalmente original a não ser pela suspensão a ar que o deixou totalmente pregado durante aqueles dias de exposição. Após muito bate papo sobre o sedam do Golf e a cultura da suspensão a ar (que é amplamente utilizada na América do Norte), Oskar começou a fazer parte do grupo e do fórum.

Acontece que alguns meses depois, bem no início de 2012 Oskar, compartilhou um link com o pessoal do Golf Club do Brasil: "Galera dá uma olhada neste site e vê o que tem aqui em um leilão da receita aqui em Santa Catarina." No meio de um monte de outros importados também "de responsa" estava esta jóia: Volkswagen Golf Gti 1986. Ninguém botou uma fé. Começou a especular valores, como será que fazia pra comprar, como chegou no Brasil, etc, etc… Até um provável dono tentaram eleger, (Carlos - membro do clube já proprietário de outras raridades). Nesse meio tempo, Fábio Comolatti, rápido e rasteiro foi lá e arrematou a jóia! Foram quase seis meses entre arrematar o carro no Leilão e a chegada do carro na garagem do seu novo carro (a gente registrou o momento em nossa página do facebook no final de Maio do ano passado: confira aqui

Durante o ano o GTi fez várias aparições na fanpage, e a galera sempre pedindo matéria, mas as agendas não batiam para a sessão de fotos. Quando finalmente saíram as fotos no final do ano passado vieram uma seqüência de eventos (4ºBGT - do qual o MK2 foi vencedor na categoria original à água -Dia do Fusca, Exposição do Giugiaro, BF in Ride)… finalmente chega a hora do destaque que o carrinho merece.

Até porque um GTi nesse estado de conservação é raridade e motivo de destaque não só aqui no Brasil, como em qualquer lugar do mundo. A lista de opcionais é extensa o que aumenta a exclusividade do modelo: volante Motolita, teto solar, injeção direta de combustível, computador de bordo, marcador digital de temperatura do óleo (sim tudo isso já em 1986), aquecimento dos bancos dianteiros, além de acionamentos de travas, retrovisores e vidros elétricos. Com o hodômetro marcando entre 8 e 9mil km tudo estava impecável novo e funcionando, com exceção dos pneus obviamente já ressecados e dos amortecedores já cansados.

E são nestes dois itens é que estão os "upgrades" do carro: um jogo de pneus zerados, para encaixar nas BBS RS de 15", mais um jogo de amortecedores Koni e uma strut bar traseira da Ultra Racing. Acreditem-me, não precisa de mais nada: toda a lista de opcionais já mencionada em conjunto do motor 1.8 16v de 139 cavalos aliados aos 960kg do carro fazem dele um "brinquedão" com desempenho que faz muito "esportivo" moderno passar vergonha.

Da monotonia do galpão de alguma coleção, o GTi foi parar em um leilão, mudou de dono, de estado, de pneu de amortecedor, participou de vídeo, de sessão de fotos, do maior evento VW do país, (ganhou prêmio) saiu em blog e também estampa a capa da Revista Fullpower deste mês com outras 4 gerações do Golf.

Tudo isso antes de completar um ano ou da revisão dos 10.000 km


0 visualização
Inicio
0